segunda-feira, janeiro 24, 2011

Telhados de vidro

Falar é fácil, dar palpites também. Criticar as falhas de alguém num momento menos positivo é um risco. Todos os cuidados são poucos. Principalmente quando temos a noção de que mais dia menos dia podemos estar do outro lado da barricada. Não devemos atirar pedras quando temos telhados de vidro.

Foi mais ou menos isto que aconteceu com André Villas-Boas e Jorge Jesus. O treinador do FC Porto foi expulso em dois jogos, que curiosamente coincidiram com empates dos portistas, e logo surgiram os disparos de todos os lados. Condenação pura. Esquecendo as circunstâncias e até alguma inexperiência do técnico. Um dos que aproveitou a situação foi Jorge Jesus.

Depois do Benfica-Nacional, acabou por ser Jorge Jesus a dar o exemplo enquanto técnico "graúdo" que é. Está à vista no que dá ter os tais telhados de vidro. Tirem as vossas conclusões.

Sem comentários: