quinta-feira, setembro 30, 2010

...

«Uma corrente quente subiu-me pelas veias e o meu lento animal reformado despertou do seu longo sono»

quarta-feira, setembro 29, 2010

Por dizer

Se há coisa que me custa é deixar coisas por dizer. Ficarem palavras por utilizar, adjectivos por aplicar e ideias por concluir. Deixar de dizer é das situações mais complicadas com que temos de lidar. Regra geral, o melhor é expressar tudo o que nos vai na alma, sob a forma de palavras. Enquanto não for possível, teremos de gerir da melhor forma o nó que nos aperta a garganta.

terça-feira, setembro 28, 2010

Livro

«No ano dos meus noventa anos quis oferecer a mim mesmo uma noite de amor louco com uma adolescente virgem. Lembrei-me de Rosa Cabarcas, a dona de uma casa clandestina que costumava avisar os seus bons clientes quando tinha uma novidade disponível. Nunca sucumbi a essa nem a nenhuma das suas muitas tentações obscenas, mas ela não acreditava na pureza dos meus princípios. A moral também é uma questão de tempo, dizia com um sorriso maligno, tu verás»

Gabriel García Márquez, Memória das Minhas Putas Tristes

domingo, setembro 26, 2010

Música

É tudo mais fácil quando as palavras são simples e bem escolhidas. Bem mais fácil quando a melodia é perfeita. Nada melhor do que uma música que contém as duas coisas. E isto é o que eu escolheria dizer agora. Esta música dá tranquilidade.

«your love is my love
my love is your love
there's no love for nobody else»

sexta-feira, setembro 24, 2010

Arrumações

Esta tarde estive a arrumar algumas das minhas coisas que foram deixadas para trás na casa dos meus pais. E não deixa de ser interessante olhar com atenção para os objectos que marcaram o nosso passado. Achei verdadeiras relíquias, entre cds, cadernos com apontamentos e textos que já nem me lembrava de ter escrito e sobretudo muitos objectos de tempos idos.

Encontrei muita música, jornais, as minhas primeiras publicações, credenciais de entradas em estádios, anotações perdidas, um gancho para prender o cabelo (isto não sei como foi lá parar), cartas, postais, fotografias, uma imensidão de recordações.

E o que aconteceu foi que voltei a guardar quase tudo, em caixotes, para colocar noutro sítio. Para daqui a mais alguns anos voltar a abrir os caixotes e sentir aquilo que sinto neste momento. Saudosismo misturado com uma boa dose de contentamento.

quinta-feira, setembro 23, 2010

Música

Great.

Num livro

«O artista é o criador de coisas belas. Revelar a arte e ocultar o artista é o objectivo da arte. O crítico é aquele que sabe traduzir de outra maneira ou com material diferente a sua impressão das coisas belas. Toda a arte é absolutamente inútil»

Oscar Wilde

terça-feira, setembro 21, 2010

Os dias...

Entro em casa com a porta a fechar-se de rompante atrás de mim. Regresso ao ponto de partida da manhã, agora carregando um espírito mais pesado e melancólico. Cansado, distante, à espera daquele abraço. Banal, igual a tantos outros, mas especial. Só teu. Ofereces-me também o beijo habitual, demorado e sentido. Esperei por esta recepção o dia inteiro. Recupero as forças, liberto o sorriso e vamos trocando palavras. Tudo passa a voar até descansares agora a tua cabeça no meu ombro. Pousas as pernas sobre as minhas, fechas os olhos e desfrutamos a tranquilidade do final de mais uma batalha. Agora fica apenas o silêncio no lento caminho até um novo nascer do sol. Amanhã é mais um dia...

segunda-feira, setembro 20, 2010

Música

Acredito que o amor não pode acabar. Pode apenas adormecer ou hibernar para depois acordar e voltar a reacender-se. Um amor pode terminar, mas outro pode começar a qualquer momento. O amor nunca poderá acabar!

1001

Este blogue atingiu no passado sábado a marca dos 1000 posts. É um número bonito que me faz pensar em muitas e muitas coisas. Se por um lado seria uma forma interessante de terminar em grande, por outro faz-me pensar que poderei tentar alcançar o dobro.

Certo é que este post é o 1001. Agora é continuar a pensar um de cada vez. Sem grandes projectos ou ambições. Se puderem, permaneçam desse lado.

sábado, setembro 18, 2010

Quote

«Travel is a means to an end. Home

I'm back...;)

segunda-feira, setembro 13, 2010

London Calling

Vou responder à chamada. ;)

domingo, setembro 12, 2010

Coisas que não correm bem

Parecem erros demasiado irreais, mas a verdade é que estas construções existem mesmo. A revista SÁBADO disponibiliza algumas imagens. Ficam aqui alguns exemplos de coisas que nitidamente não correram bem:

Privacidade parece não ser uma preocupação nesta casa de banho, já que lavatórios e sanita não têm qualquer tipo de separação.


O objectivo era aproveitar bem o espaço da casa de banho mas, neste canto, será impossível utilizar os dois urinóis ao mesmo tempo? É o chamado local aconchegadinho...

A varanda está lá mas a porta para lá chegar ficou esquecida.

sábado, setembro 11, 2010

word

commitment

sexta-feira, setembro 10, 2010

Escolhas

A maior parte das pessoas escolhe tomar decisões e debruçar-se sobre o acessório e nunca sobre o essencial. Porquê? Porque é muito mais fácil. São escolhas...

quinta-feira, setembro 09, 2010

No rádio do carro

Porque sabemos. Porque sentimos.

quarta-feira, setembro 08, 2010

Se pudesse...

Se pudesse voltar atrás, não mudava quase anda. Escolhia voltar a trilhar os mesmos caminhos. Evitava alguns erros, sem grande importância, mas de certeza que os cometeria noutras ocasiões. Queria conhecer as mesmas pessoas, partilhar as mesmas experiências e os mesmos sorrisos. Mesmo que pudesse não voltava atrás para mudar o que quer que seja. Com o conquistado se constrói o futuro. E olhar para a frente é bem melhor do que só olhar para trás. Por isso, assim seja...

Acho que vou passar a escrever aqueles pequenos pensamentos que de vez em quando intercalam músicas na RFM! ;)

terça-feira, setembro 07, 2010

Música

Uma música que me recomendaram. E que gostei...

É velhinha, segundo dizem...

sábado, setembro 04, 2010

Desafio

Fica um desafio para quem quiser agarrar. Responder a estas perguntas...

1. Com poesia ou com luxúria?

2. A sabedoria ou a aventura?

3. A novidade ou a continuidade?

4. Sussurrado, falado ou gritado?

5. Amor e admiração ou paixão e desejo?

6. À primeira vista ou depois de muito ver?

7. O olhar ou o sorriso?

8. O cheiro, o toque ou a voz?

9.Um dia de cada vez ou planos de futuro?

10. O prazer da cumplicidade ou a cumplicidade do prazer?


Em breve responderei também ao desafio...

sexta-feira, setembro 03, 2010

Rewind

Príncipes sem espadas ou cavalos
Não conquistam princesas com palácios e castelos.
Vagueiam pelas histórias de encantar,
Sem nada mais para conquistar...

Príncipes sem espadas ou cavalos
Não vivem para lá dos contos de fadas.
Povoam somente os nossos sonhos
Para conquistar as mais puras das donzelas.

Príncipes sem espadas ou cavalos
Não existem na dura realidade dos dias...

quinta-feira, setembro 02, 2010

Cuidado com o namorado!

Um grande momento de televisão. Vejam a partir dos 0:53 segundos. Muito bom!