sábado, setembro 30, 2006

Atitude

Se há coisa que as pessoas deviam ter era atitude. Melhor ainda, uma postura digna, exemplar, recta. Acredito que há muita gente com atitude, mas também sei que por algumas bandas prima a mesquinhez.
A dita atitude pequena e que não leva a lado algum. Mas pronto, já dizia o outro: as atitudes ficam com quem as tomam. E há naturalmente pessoas, clubes, instituições, países que vão continuar a ser muito pequenos. Porque falta uma atitude à medida certa.

sexta-feira, setembro 29, 2006

O que é mais importante?

Os critérios das notícias serão sempre discutíveis. E cada um pode dar maior ou menor destaque a uma mesma notícia. E como sabemos também existem critérios comercias que infelizmente hoje em dia querem dizer muito mais dos que os critérios jornalísticos.
E só dessa forma compreendo a capa de hoje do diário desportivo A Bola. O que é mais importante a passagem do Sporting de Braga à fase de grupos da Taça UEFA, sendo inclusive a única equipa portuguesa a consegui-lo, ou o facto de Rui Costa estar quase recuperado? A minha opinião é que é mais importante o Sporting de Braga. Mas gostava também de ouvir outras opiniões...

quinta-feira, setembro 28, 2006

Casamentos

Quem me conhece minimamente sabe que não gosto de casamentos. Não gosto de cerimónias nem de vestir roupas pouco confortáveis e sapatos apertados. Com isto não quero dizer que esse dia deixe de ser memorável para todos os presentes, principalmente para os noivos. Na brincadeira costumo dizer que o ideal seria só ter de ir ao meu casamento. E mesmo assim…
O único aspecto positivo é mesmo poder conviver com pessoas que às vezes não vemos todos os dias, ou mesmo só raramente, para pôr a conversa em dia. Foi mais ou menos isso que aconteceu no meu último casamento (como convidado). Tudo porque casou uma amiga da universidade e como tal voltamos a reunir o grupo chegado da UM. Muito bom mesmo.
Entre gargalhadas, histórias, cenas tristes, o que fica são os regressos a um passado recente. Do mesmo modo que nos sentimos ultrapassados por parecer que já passou uma eternidade desde a última vez juntos e desde esses bons velhos tempos da universidade.
A propósito, a Joana e o Miguel ainda devem estar em lua-de-mel. Felicidades!

domingo, setembro 24, 2006

Uma boa fotografia

Vi esta fotografia num blogue e não resisti em publicá-la no meu. O fotógrafo fez um excelente trabalho e tirou esta espantosa fotografia. Quanto à história sei apenas que foi tirada na Nazaré. Reparem bem no cão...

segunda-feira, setembro 18, 2006

Dentro das quatro linhas

"O futebol é jogado nas quatro linhas. O erro do árbitro é igual ao erro do avançado que não consegue concretizar em cima do risco do golo, é igual àquele que sem querer mete a bola na sua própria baliza" - Fernando Sequeira, presidente do P. Ferreira.

Nada mais verdadeiro. A diferença é que não se faz nada para reduzir ao máximo os erros dos árbitros. Enquanto os jogadores são profissionais e treinam todos os dias para chegarem ao fim-de-semana na melhor condição, os árbitros não. Por isso defendo a profissionalização dos árbitros.

Circo

Hoje estou com vontade de esganar alguém por uma série de circunstâncias que não importa mencionar.

Qualquer coisa como se o dono do circo achasse que nós somos o único palhaço da companhia.

sábado, setembro 16, 2006

O Sol quando nasce não é para todos



Hoje aconteceu uma autêntica corrida às bancas em busca do novo semanário Sol. Eu próprio percorri alguns quiosques, porque tinha curiosidade em conhecer esta nova publicação, mas não consegui comprá-lo por estar esgotado. Todo o protagonismo dado a este novo jornal acabou por resultar. Quem quiser consultar o site basta clicar no SOL.

quarta-feira, setembro 06, 2006

Ouvi dizer

Num destes dias ouvi dizer que a minha escrita é bastante objectiva. Um elogio para quem como eu aspira a ser um bom jornalista. Mas isso não quer dizer que não seja capaz de escrever outro género de textos. Já não me aventuro na poesia há algum tempo, mas tenho algumas coisas escritas. Fica uma amostra e se gostarem talvez coloque mais.

SER

Ser como um beijo,
Nascer no meu desejo,
Morrer nos teus lábios…
Ser como um sentimento
Que se sente cá dentro
E não mais volta a sair…
Ser como a vida,
Um grito rebelde,
O princípio do fim…

23/03/2001

Um tributo

Não sei muito bem porquê mas lembrei-me de um amigo especial. Já não o vejo há algum tempo sem que na minha memória faltem os tempos passados juntos. Jamais serão esquecidos. Essa pessoa tem o dom da escrita e nada melhor do que apresentar no meu blogue algo escrito por ele. Cá vai…

“Olhar para o que é perdido,
Reviver o que passou…
Chorar sangue derramado,
Chorar tempo que acabou!
E não muda, não faz nada,
Olhar para o tempo assim.
Primavera foram rosas,
O Inverno jaz em mim!
Não há medo que não tema
Esquecido ser futuro;
Não há medo que não queira
Saltar para lá do muro!
Não há nada que não seja
Devir, fim, transformação;
Não há nada que não mate
O apogeu do coração!”

Um amigo

terça-feira, setembro 05, 2006

Não se assustem!