quarta-feira, setembro 28, 2011

Dar

Mais do que espalhar a palavra, é dar-me em cada letra escolhida...

segunda-feira, setembro 26, 2011

Existência

Mais longa ou mais curta, esta passagem tem um final. A existência é limitada e nada melhor do que a conseguir fazer perdurar no tempo. Deixando pequenas partes partilhadas. Palpáveis ou não. As que têm uma forma física, visíveis, que podemos transportar, guardar, ler e reler sempre que quisermos são talvez as marcas mais fáceis de deixar. E até apagar, se quisermos.

As outras são difíceis de transmitir, de partilhar, fazer sentir. Podem durar para além da nossa existência, junto das pessoas que as sentem. E o tempo delas tem também um limite. Ou não. Quem sabe...

domingo, setembro 25, 2011

Hoje, neste regresso aqui ao blogue, parece que estou virado para as viagens. Não contrario. Ainda por cima é tudo verdade.

«Certainly, travel is more than the seeing of sights; it is a change that goes on, deep and permanent, in the ideas of living»

Miriam Beard

True

«The World is a book, and those who do not travel read only a page»

Saint Augustine

segunda-feira, setembro 12, 2011

...

Ar malandro. Diabo de asas brancas...

terça-feira, setembro 06, 2011

Ar

Respira fundo. Pronto, já passou...

quote

«Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples facto de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio esplêndido de felicidade.»

Pablo Neruda