quarta-feira, agosto 30, 2006

Voas sobre o mar

“Esta vida são dois dias”, diz o Pedro Abrunhosa numa das suas músicas. E acho que o difícil mesmo é descobrir todas as nossas paixões em tempo útil. Felizmente vou descobrindo algumas das minhas paixões. Uma das últimas é em forma de cidade.

Tem nome de Vila e junta-lhe um título nobre. Fica perto do mar (inevitável) e tem riqueza histórica. E o pôr-do-sol, junto ao mar onde desagua um rio, ganha toda uma outra dimensão. Uma banal palavra apenas assume todo o significado: LINDO!

E é como se voasse com as asas que tu me dás…

quinta-feira, agosto 24, 2006

Sobe e desce

Quero só deixar uma pequena nota sobre o «caso Mateus». Ao que parece este caso do futebol tem finalmente uma solução. O Gil Vicente vai jogar na Liga de Honra enquanto o Belenenses fica na Primeira Liga. Nada mais injusto.

Primeiro porque desportivamente, ou seja, dentro do campo o Gil Vicente conquistou o direito de jogar a principal divisão do futebol nacional. Inclusive com uma vitória sobre o Belenenses na última jornada do campeonato.

Segundo porque a punição com a descida de divisão se deve à inscrição incorrecta de um jogador e posterior recurso a tribunais civis para decidir um caso do futebol. Ora, não foi por causa da utilização de um único jogador que o Gil Vicente conseguiu a manutenção. O futebol é um jogo colectivo.

Terceiro, não faz sentido aplicar uma pena tão grave por causa de uma questão deste género. Por exemplo, fazia mais sentido aplicarem uma multa, penalizarem o Gil Vicente com pontos negativos, impedir inscrição de jogadores, etc. O castigo aplicado é profundamente desajustado. Por muito que o justifiquem com as leis desportivas.

Como é óbvio, o Belenenses aproveitou a fraqueza do clube de Barcelos para encontrar na secretaria um argumento que faltou no campo desportivo. O Belenenses fez um mau campeonato, ficou abaixo da linha de água e só tinha de descer. A equipa que deveria ocupar o lugar do Gil Vicente seria o terceiro classificado da Liga de Honra em 2005/2006: o Leixões. Por uma questão de mérito e verdade desportiva.

quarta-feira, agosto 23, 2006

Pessoas

Sabem o que acontece quando se juntam pessoas bem dispostas e animadas? Obtém-se uma amostra do que acontece na Redacção onde estou! Ainda está para nascer o dia (certamente que quem lê pensará que esse dia vai mesmo chegar) em que não me divirto no local de trabalho. Há sempre uma piada fácil, uma conversa interessante, um palpite engraçado, uma feliz coincidência. Tudo serve para soltar aquela sonora gargalhada.

Curioso é que por onde tenho passado consigo sempre encontrar pessoas interessantes e com particularidades fantásticas. Todas diferentes, mas seres humanos capazes de surpreender a cada pequeno gesto. Das duas uma. Ou sou um sortudo por poder conhecer pessoas tão ricas (não em dinheiro, entenda-se) ou sou pouco exigente neste particular.

Pouco importa saber se se trata de uma ou outra situação. A verdade é que são as pessoas que tornam alguns momentos tão particulares e inesquecíveis e que dão o sal às pequenas vivências do dia-a-dia. É óptimo sentir o sal na nossa vida todos os dias, mesmo que isso possa implicar uma hipertensão contagiante.

sexta-feira, agosto 18, 2006

A moda das confissões picantes

Deixo aqui um pequeno resumo de uma grande reportagem da revista “Sábado” desta semana. Recomendo a leitura até porque trata um tema bastante actual.

“A tendência começou lá fora e já chegou a Portugal: mulheres comuns usam a Internet para revelar as suas aventuras sexuais com todos os pormenores. Elas explicam à SÁBADO porque é que permitem que qualquer um veja os seus diários íntimos e as suas fotos – e porque é que, em alguns casos, os maridos sabem de tudo e aprovam.”

Aqui ficam os blogues referidos no artigo para que possam consultar:

Assim vai o mundo

Olho as notícias de cada dia e o que sobressai? Desgraças. Um português esfaqueado no Brasil, incêndios em Portugal, assaltos em postos de combustíveis, guerra no Médio Oriente, Jesualdo Ferreira no FC Porto…

O que se passa? Os factos positivos passam ao lado dos meios de comunicação social ou nada de positivo acontece neste mundo? Quero acreditar na primeira hipótese, sem no entanto estar totalmente convencido. Pensando bem estamos numa época de calor (agora nem por isso), com muita gente de férias, noites quentes e estreladas. As pessoas andam mais soltas e só por si esse facto transmite uma série de sensações extraordinárias. Ou não?

segunda-feira, agosto 14, 2006

O argentino Pekerman

"O FC Porto está no mercado à procura de um treinador que se adapte ao actual plantel, e não o contrário. No fundo, procura alguém que goste de jogar em 3-4-3 que é o sistema de jogo para o qual esta equipa está adaptada. Assim de repente, o argentino José Pekerman que recentemente abandonou a selecção argentina parece apresentar-se como o homem certo para assumir o comando da formação portista.

Com Pekerman, o actual plantel do FC Porto não teria grandes dificuldades em se adaptar e não seria necessário uma grande revolução, que teria forçosamente que acontecer caso o novo treinador jogasse em 4-3-3 ou 4-4-2. Pekerman está actualmente sem clube e é adepto de um futebol de ataque muito similar ao que era adoptado por Co Adriaanse, mas parece ser um pouco mais inteligente".

In relvado.com

quinta-feira, agosto 10, 2006

Bye Co...

O meu almoço foi invadido pela notícia da demissão de Co Adriaanse e restante equipa técnica. Não fiquei contente com a sua saída. A palavra correcta é aliviado. E passo a explicar: Adriaanse não é um mau treinador, apenas intransigente, demasiado inflexível e exigente com os jogadores. O ambiente que se estava a criar ía acabar por criar rupturas no plantel e o reflexo estaria nos resultados. Ou seja, com a sua forma de estar, Co Adriaanse acabaria por fazer estragos. E para além disso, o clima existente entre direcção do clube e treinador piorava de dia para dia. Na minha opinião, acaba por ser um mal menor, porque encontrar um bom treinador nesta altura pode ser complicado, mas os possíveis estragos foram minimizados.

Para a história ficam frases e atitudes algo polémicas, decisões que ninguém compreendia e pouca simpatia conquistada junto dos adeptos. Não há treinadores perfeitos e Adriaanse era um desses treinadores. Melhor ou pior, contestado ou não, o certo é que da sua passagem pelo FC Porto ficam coisas boas para ele e para o clube. Afinal de contas venceu um campeonato e uma Taça de Portugal e ficou perto de conquistar todos os troféus nacionais relativos à época 2005/2006. Não deixou o clube sem tomar outra decisão surpreendente: demitiu-se! Bye Co...

sábado, agosto 05, 2006

A manhã na vacaria

É esta a minha sorte. Última saída da redacção: incêndio numa vacaria! Quando cheguei ao local os bombeiros ainda faziam o seu trabalho. Começo a fotografar e por todo o lado vejo animais feridos, queimados, cegos, mortos...mau de mais para ser verdade. Muito fumo no ar, um cheiro pouco suportável e um terreno no mínimo cheio de lama.

Indiferente a tudo isto (pelo menos tento), começo a tomar alguns apontamentos, falo com alguns dos muitos populares presentes no local. Depois gravo com o comandante dos bombeiros e espero para conversar com o dono da exploração que entretanto já tinha recuperado do choque, após ter sido assistido numa ambulância. O proprietário não quis prestar declarações e regressei rapidamente à redacção para preparar o meu trabalho.

Bem, o resto do dia na redacção girou completamente em torno deste acontecimento. Vacas para ali, vacas para acolá. Chega-se a um ponto em que a conversa descamba para a brincadeira apesar da seriedade do problema (é muito frequente acontecer numa redacção). O ponto mais importante disto tudo é que fiquei com imensa pena dos animais que vi em sofrimento naquela Vacaria. Só para que tenham uma ideia morreram 30 animais naquele incêndio. Mas trabalho é trabalho...

sexta-feira, agosto 04, 2006

Pergunta

- Sabem qual é a única comida que liga e desliga?

STROGONOFF