quarta-feira, abril 27, 2011

Incompleto

Um dia deixei que me levasses pela mão.
Segui sem hesitar os teus passos.
Acreditei em tudo que tinhas para me mostrar,
Vivi iludido pelas tuas doces fantasias.
Tamanhas mentiras fizeram-me deixar
O amor próprio para trás.

Dei-te a mão e levei-te comigo
A veres o meu mundo escondido.
Sem ter a verdade no próprio umbigo,
Ou as certezas de tudo perdido.
Como a liberdade dos desejos por cumprir.
Será o completo, incompleto, um vazio.

terça-feira, abril 26, 2011

Living

Viveremos com o que temos, querendo mais, ficando pelo suficiente... mas constantemente insatisfeitos...

segunda-feira, abril 25, 2011

Música

Em grande para o regresso.

sexta-feira, abril 22, 2011

Silêncio

Pé ante pé, avanço
A medo percorro a escuridão
O vazio daquele curto espaço.
Sem saber sequer para onde vou.
A lua que me acompanha sempre lá fora,
A janela com a luz que afinal me guia.
Perdido a procurar a felicidade de outrora
Caminho na esperança de te descobrir.
A noite que jamais termina,
O quarto que guarda todas as memórias
Das tardes e dias sem anoitecer.
Afinal quem és tu?
O aperto no peito ou o grito perdido?
Resisto, acredito, em vão…
Avanço, agora sem medo, pelo meu caminho.
Devagar, lentamente, aos poucos, e fica
O silêncio.

quarta-feira, abril 20, 2011

...

É uma sorte...

terça-feira, abril 19, 2011

Por medo

Não devemos deixar de ir em frente só porque temos medo. Os receios fazem parte de qualquer descoberta. É normal morrermos de medo do desconhecido e pensar no que pode correr mal no caso de darmos um passo em falso. É preciso avançar nem que para isso o ritmo tenha de ser lento e os passos cuidadosamente escolhidos.

segunda-feira, abril 18, 2011

Música

Pouco me surpreende. Mas esta escolha é por de mais acertada. E até foi uma agradável surpresa.

domingo, abril 17, 2011

Legal

Já não se fazem desenhos animados como antigamente. Eu lembro-me muito bem de ver o Pepe Legal e o seu amigo Babalú. Muito divertido. Acho que hoje em dia ainda consigo encontrar mais piada nestas animações. Fica para recordar.

sábado, abril 16, 2011

Música

Uma noite como esta ou outra qualquer. Sempre com os seus mistérios. Mas apenas mais uma noite. Com música. Tanto melhor.

Pergunta

Quem disse que construir felicidade não custa?

sábado, abril 09, 2011

1º lugar

Apanhei isto a passar ontem no Discovery. Está no primeiro lugar das coisas mais nojentas que vi até hoje. Vejam lá e concordem comigo...

Relato

Ora aqui está mais um motivo de interesse para quem gosta de ouvir relatos desportivos. Ao que parece mais músicas sobre jogadores de outros clubes estão a ser preparadas. João Ricardo Pateiro, da TSF.

Evidente

As evidências chateiam-me. Não gosto do que salta à vista por ser demasiado evidente. Prefiro explorar e conhecer os lugares menos acessíveis. Os que só estão ao alcance de quem os quer descobrir. E aí sim, está a verdadeira riqueza. Nas camadas mais profundas. Embora a evidência possa ser um bom ponto de partida, nem sempre é tudo o que procuramos.

quinta-feira, abril 07, 2011

Especialidade

Ultimamente tenho apurado a minha arte de estrelar ovos. Posso mesmo afirmar que sou o melhor cozinheiro, na vertente de ovos, aqui de casa. A primeira fase desta minha especialidade passou por alcançar com sucesso o acto de partir a casca do ovo sem espalhar tudo na fritadeira. Do género, evitar que estas minhas mãos brutas partissem em mil pedaços o pobre do ovo.

Ultrapassada essa dificuldade, e como não podia deixar de ser, surgiram mais problemas. Tipo, como perceber quando é a altura certa de tirar o ovo estrelado do tacho. Ou, quando é que o sal é suficiente e a partir de que momento é que a gema não está pouco ou demasiado passada.

Neste momento domino a técnica na totalidade. Aliás, consigo mesmo virar o ovo sem estragar tudo e fazer com que a parte da gema fique tal e qual como gosto. Um pouco de molho para o pão, um pouco de uma espécie de ovos mexidos. Perfeito. E afinal o que mais me importa é colocar em prática tudo o que sempre idealizei para um ovo frito. Pode parecer algo básico, mas para mim é uma satisfação muito idêntica à de ver o Porto sagrar-se campeão no Estádio da Luz. Mesmo que às escuras.

terça-feira, abril 05, 2011

Desbloqueador de conversa

«Há alguma coisa para deitar abaixo?»

sábado, abril 02, 2011

...

Deixemos espaço à incerteza. Na esperança de que na sua leveza e despreocupação nos indique, algures, o seguimento da história de ontem e o dia que se segue. Como a areia que nos foge por entre as mãos.

Go Denver!

Dizem que é o cão com maior ar de culpado do mundo. Eu diria que é um grande actor. Aprecio bastante aquele bater de cauda...