terça-feira, março 29, 2011

Way back

Tenho saudades das minhas viagens. Dos momentos únicos que proporcionaram e das sensações óptimas que experimentei. Todas habitam no departamento da memória. Do Haiti a Praga, de Miami a Estocolmo. Viajar é sempre uma experiência a repetir.

...

«Ama como a estrada começa»

Mário Cesariny

sexta-feira, março 25, 2011

Os nomes do pão

Com a mudança recente de algumas rotinas, nomeadamente o facto de ir a pé para o trabalho todos os dias, estou também agora num processo de aprendizagem dos nomes que podemos dar ao pão. Mudei a padaria onde vou buscar o pão e com isso substituí o habitual "cacete" pelas designações mais elaboradas.

E se nos primeiros dias apontava e dizia "dê-me por favor seis pães daqueles", agora, qual expert no assunto, peço seis saloios. Sim, é este o nome do pão que geralmente como em casa. E não é que hoje aprendi mais um nome?! Comprei quatro saloios e um italiano. Pelo caminho comi o italiano quase todo. E isto dito assim, soa muito mal.

Bem, resumindo, tudo para dizer que qualquer dúvida sobre pão, por favor contactem porque sinto-me capaz de satisfazer a mais difícil das questões acerca dos nomes atribuídos aos diferentes tipos de pão.

terça-feira, março 22, 2011

Crazy

Uma boa música é aquela que nunca nos cansa ouvir. Esta, por exemplo...

Sweet dreams!

...

O que é a saudade senão o vazio da tua ausência...

segunda-feira, março 21, 2011

empatia

(grego empátheia, -as, paixão)

s.f.
Forma de identificação intelectual ou afectiva de um sujeito com uma pessoa, uma ideia ou uma coisa.

sexta-feira, março 18, 2011

Lua

Não sei se já disse, mas eu adoro a lua. Por isso, vou tentar não perder o espectáculo de amanhã. Percam nem que seja um segundo a contemplar a lua...

quarta-feira, março 16, 2011

Ser feliz

Prometi a mim mesmo que hoje não podia terminar o dia de forma triste. Teria de ser alegre, bem alegre. E nada melhor do que esta música que é tão simples e diz mesmo tudo. Viver é a palavra chave. E aproveitar tudo, sobretudo a riqueza das pessoas que se cruzam no nosso caminho. Ah, claro, e ser feliz, sem ter vergonha...:)

terça-feira, março 15, 2011

Desbloqueador II

«Consegues ler-me?»

segunda-feira, março 14, 2011

Boicotes

Hoje recebi no facebook um convite para aderir a um boicote nacional às bombas da Galp e da BP até 2012. Sem querer ir contra qualquer tipo de convicção, acham que a Galp sentirá algum abalo com os boicotes? Viram bem o tamanho dos lucros? O único boicote que resultaria seria andar a pé ou de bicicleta, não gastando qualquer tipo de combustível. Porque podem não meter gasolina nos postos da Galp, BP e Repso, mas se foram por exemplo a uma bomba de marca branca ou as dos supermercados, estão na mesma a dar dinheiro a ganhar às grandes marcas. O monopólio é deles.

Já agora, os primeiros que prejudicam com os boicotes são os revendedores de combustíveis. As pessoas que exploram os postos de combustível das Galps e afins. Porque esses vendem cada vez menos e as suas margens já não são revistas há muitos anos. Ou seja, os preços dos combustíveis aumentam, mas os revendedores não ganham mais por isso. Ficam é a perder porque vendem cada vez menos.

Não podemos ter ilusões de qualquer espécie. E acho que muita gente tem a ideia errada sobre quem lucra e quem não lucra com as subidas dos preços dos combustíveis. Certo é apenas que todos os consumidores saem prejudicados, no sentido de que aumentam as suas despesas energéticas.

Desbloqueador

"Liguei porque queria ter a tua voz como prenda de Natal"

Desbloqueadores de conversa

Por que é que as conversas começam geralmente com "bom dia" ou "olá" ou "como estás"? Não se pode arranjar nada de mais elaborado? Só para fugir um pouco ao convencional. Por exemplo, começar com um pensamento ou uma frase que nos permita desenvolver uma conversa em torno desse assunto.

Outra forma que se calhar resultaria melhor seria iniciar com uma pergunta. Do género: "hoje pensei em ti durante todo o dia. Tu pensaste em quê?". Não existem limites para a imaginação. E quanto mais original for o começo, mais produtiva poderá ser a conversa. Estou até a pensar dedicar algum do meu tempo a pensar em formas interessantes para se iniciar uma conversa. Uma espécie de jogos de palavras. Apenas para fugir da banalidade.

domingo, março 13, 2011

Música II

Recordar tão bom como sonhar.

sábado, março 12, 2011

Música

Ideal para embalar o meu sábado! Obrigado...

quinta-feira, março 10, 2011

Telepatia

Penso no que vem e tu também.
A visão do que passa lá longe
Aquilo que é teu mas meu também.
Misteriosa previsão ou habilidade desconhecida.
Como no silêncio a comunicar
A minha vontade assim tão parecida.
O destino traçado no pensamento
Um olhar suficiente para o transmitir
Sem que possa entender um lento desalento.
Adivinha a minha mente
E chama-lhe telepatia.

quarta-feira, março 09, 2011

...

«The shadow of your smile
when you are gone
will color all my dreams
and light the dawn»

terça-feira, março 08, 2011

Já chega?

Bem, já estou pelos cabelos com o assunto do Braga-Benfica. Será que ainda ninguém percebeu que se trata apenas de um jogo de futebol? Para além disso, o Benfica jamais conseguiria chegar ao título de campeão e no domingo o Braga foi mesmo melhor. Ou seja, não há mais assunto...

Estou...

...de corpo e alma.

segunda-feira, março 07, 2011

Para ver

...

«So, close your eyes and think of someone you physically admire
And let me kiss you, let me kiss you»

sábado, março 05, 2011

Nostálgico

Neste momento deu-me algo de nostálgico. Como diria o Pedro. Fui ver quando e qual foi o primeiro post deste blogue. Tudo começou no dia 19 de Dezembro de 2005. O título tinha tudo a ver: "BEM-VINDOS!". E o conteúdo nada de especial. "É com agrado que abro as portas desta nova casa. Espero que encontrem coisas do vosso agrado. Prometo começar a dinamizar o Blog muito em breve. Aguardem mais novidades e voltem sempre que puderem...".

Isto quer dizer que o Artigos e Tal já vai a caminho de 6 anos de vida. São muitos dias de palavras, vídeos, músicas, sentimentos, dedicação. E o que me assustou um destes dias foi olhar as estatísticas do blogue e perceber que isto não é um espaço fechado. Não esperava mais do que a visita de familiares e amigos mais próximos. E não esperava ter tanto de mim às claras na net. Se calhar também por isso sou cada vez menos eu, naquilo a que costumo chamar uma das minhas praias.

E questiono muitas vezes se vale a pena. Se chegou ou não o tempo de acabar? Um facto é que este blogue me tem dado muitas coisas positivas, como a possibilidade de ir "conhecendo" novas e diferentes pessoas ou dar largas à minha escrita. Estou como diz o Pedro. Nostálgico.

sexta-feira, março 04, 2011

Parceria

O Benfica tem um canal próprio, o Sporting tem um projecto para se lançar também na televisão e agora o FC Porto dá o primeiro passo nesse sentido. Uma parceria com a Porto Canal que a meu ver será o início de um canal privado do clube. Pode até não acontecer, mas parece-me que mesmo assim, o Porto tira partido daquilo que melhor uma televisão pode dar. E sem grandes custos ou investimentos.

Para os interessados no assunto, aqui fica a notícia completa.

...

Os nossos braços entrelaçam-se e encostas a cabeça ao meu ombro. Sinto o conforto daquela proximidade, lembrando todos os dias que temos partilhado. Nem sempre bons, mas caprichosos ao ponto de jamais serem esquecidos. Há coisas que a vida nos dá que mais ninguém nos consegue tirar. Adormecemos os dois naquele instante. Sem hora ou data marcada para acordar.

quinta-feira, março 03, 2011

Música

I love the sound of you walking away...

quarta-feira, março 02, 2011

Home

Ir jantar a casa dos papás a meio da semana é sempre óptimo. É uma boa forma de retemperarmos as forças e ganhar novo ânimo para o que ainda falta cumprir na semana de trabalho. Mais do que a barriga cheia é a sensação de conforto e regresso às origens. Bom. Muito bom!

Smile

Adoro este tipo de situações. Quedas e mais quedas.

terça-feira, março 01, 2011

I

«Escrever é fácil. Você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca ideias»

Pablo Neruda