segunda-feira, abril 30, 2012

Disto e daquilo

As pessoas mais apressadas, cheias de horários a cumprir são as que têm mais tempo disponível. E adoro aqueles "despache-se lá que já estou atrasada para ir fazer o comer". E normalmente tratam-se de senhoras com uma certa idade e um ligeiro bigode abaixo do nariz. O trabalho de observação é delicioso e hilariante.

Outro resultado da observação diária é a exigência, diria elevada, na hora do galão ou do pingo directo. Ora porque está demasiado quente ou excessivamente carregada de café. Também há quem prefira a meia de leite forte e ela esteja "clarinha". Tudo requer um conhecimento à altura da clientela exigente. E grande conclusão, o rigor, seja em horários ou no que for, e o alto padrão de exigência chegam com o avançar da idade. Por isso, cuidem-se.

26

É um número como outro qualquer. Nem muito grande nem muito pequeno. Hoje ganha um novo significado.
Bicampeões, carago!

quinta-feira, abril 26, 2012

Cavalheirismo

Ontem enquanto assistia ao Real-Bayern ouvi um comentário que me deixou a pensar. Num lance dividido entre Casillas e Gomez, dentro da área madridista, em que o guarda-redes toca nitidamente na bola e o jogador do Bayern provoca o contacto. As reclamações foram poucas, mas o lance foi limpinho. É então que António Tadeia diz mais ou menos o seguinte: “já lá vai o tempo em que os avançados saltavam sobre os guarda-redes para evitar os contactos”. E pensando bem, ainda me lembro dessas situações. Os tempos são outros e a conclusão a que se chega é que cada vez mais o futebol não é para cavalheiros. Falta algum cavalheirismo ou em última instância educação e respeito pelos adversários. E isso é pena…

terça-feira, abril 24, 2012

Os pensamentos intraduzíveis

"É sabido que comboios completos de pensamento atravessam instantaneamente as nossas cabeças, na forma de certos sentimentos, sem tradução para a linguagem humana, menos ainda para uma linguagem literária... porque muitos dos nossos sentimentos, quando traduzidos numa linguagem simples, parecem completamente sem sentido. Essa é a razão pela qual eles nunca chegam a entrar no mundo, no entanto toda a gente os tem."

Fiodor Dostoievski

Ou

Ou a lentidão ou a corrida desvairada. Ou a falta de fôlego ou a respiração ofegante. Ou a escrita miudinha ou os grandes romances. Ou o sol abrasador ou a chuva torrencial. Ou a lágrima que percorre a face ou o sorriso que completa a expressão. Ou os passos curtos do caminho ou a corrida em ritmo rápido. Ou os minutos contados ou o tempo que voa. Ou o plano perfeito ou a estratégia falhada. Ou o som do silêncio ou a arma que dispara. Ou os braços abertos ou os punhos cerrados. Ou a mesa completa ou a sala vazia. Ou o sonho realizado ou o pesadelo cor-de-rosa. Ou a certeza absoluta ou a dúvida eterna. Ou o topo da montanha ou a planície árida. Ou regressos reconfortantes ou despedidas estonteantes. Ou o sucesso premeditado ou o final imprevisível. Ou tudo isto, mau e bom, ou nada.

segunda-feira, abril 23, 2012

Superstições

«When you believe in things that you don't understand
Then you suffer
Superstition ain't the way, no, no, no»

...

"Antes, a questão era descobrir se a vida precisava de ter algum significado para ser vivida. Agora, ao contrário, ficou evidente que ela será vivida melhor se não tiver significado."

Albert Camus

domingo, abril 22, 2012

calma

Triunfar

Os que vencem mais vezes são constantemente olhados com desconfiança. Porque precisam mais vezes do que os outros de demonstrarem as suas capacidades, porque existem invejas, porque o sucesso incomoda sempre muita gente. É a sina dos que triunfam em maior número comparativamente com o que estabelecemos por "convencional".

Não escondo o meu apreço pelo "arrogante" Mourinho e talvez por isso não me tenha cansado de responder a todos videntes da desgraça de que o campeonato espanhol jamais iria fugir ao Real Madrid. Mais, fui acrescentando com toda a convicção de que, contrariando todas as estatísticas previsões, o Real venceria o Barça em Nou Camp. É certo que até nem sou muito propenso a acertar nestas coisas, mas neste caso concreto não tinha grandes dúvidas. Mourinho está na lista dos vencedores. Daqueles que mais triunfam. E porquê? Porque é um trabalhador nato, é aplicado e estudioso, tem crença, sorte (porque faz por merecê-la), sabe o que faz, diminui o imprevisível, é um predestinado. Podem chamar-lhe arrogante. Eu diria que é apenas alguém que acredita bastante nas suas capacidades, é confiante. E mesmo que possa ser arrogante, arriscaria dizer que isso é o menos importante no meio de todas as suas naturais capacidades.

E o resultado de ontem deu-me um gostinho especial. Vários, aliás. Entre ser mais um grande triunfo de José Mourinho, entre ver o Barcelona perder alguma coisa, e como chateia por vezes ver sempre os mesmo a brilhar e a ganhar tudo, entre ver portugueses decidirem um jogo que chega aos quatro cantos do mundo. E gostei de ver Cristiano Ronaldo festejar o segundo golo do Real. Até nem aprecio o estilo e forma de estar de Ronaldo, mas aquele "calma que hoje decido eu, calma que eu ainda aqui estou" foi a forma perfeita de acabar com os aparentes ares de eterna superioridade do Barcelona. E eu sempre gostei mais do Barça do que do Real. Mas banhos de humildade nunca fizeram mal a ninguém em determinadas fases. E ontem isso aconteceu de forma inequívoca.

quinta-feira, abril 19, 2012

...

Coisas extraordinárias acontecem a pessoas extraordinárias.

ACIF

Na net...

Correio do Minho - Notícias

segunda-feira, abril 16, 2012

Di Natale requer custódia de irmã de Morosini

heroes

"I, I will be king
And you, you will be queen
Though nothing will drive them away
We can beat them, just for one day
We can be Heroes, just for one day

And you, you can be mean
And I, I'll drink all the time
'Cause we're lovers, and that is a fact
Yes we're lovers, and that is that

Though nothing, will keep us together
We could steal time, just for one day
We can be Heroes, for ever and ever
What d'you say?

I, I wish you could swim
Like the dolphins, like dolphins can swim
Though nothing, nothing will keep us together
We can beat them, for ever and ever
Oh we can be Heroes, just for one day

I, I will be king
And you, you will be queen
Though nothing will drive them away
We can be Heroes, just for one day
We can be us, just for one day

I, I can remember (I remember)
Standing, by the wall (by the wall)
And the guns, shot above our heads (over our heads)
And we kissed, as though nothing could fall (nothing
could fall)
And the shame, was on the other side
Oh we can beat them, for ever and ever
Then we could be Heroes, just for one day

We can be Heroes
We can be Heroes
We can be Heroes
Just for one day
We can be Heroes

We're nothing, and nothing will help us
Maybe we're lying, then you better not stay
But we could be safer, just for one day"

Onde tudo é possível

Há um local onde tudo é possível. Um terreno onde o inesperado acontece e os sonhos, ou maiores pesadelos, podem ter lugar. Esse terreno mais ou menos misterioso, desconhecido, chama-se futebol. Embora admita que se estenda a todo o desporto.

No futebol é possível a equipa derrotada ser recebida em festa e sobre fortes aplausos, ao mesmo tempo que os vencedores são vaiados e criticados. É possível os "pobres" baterem os mais "ricos" e com um pouco mais de empenho e criatividade dar uma lição aos mais poderosos.

É possível ir do céu ao inferno num passo, tornar um pequeno momento eterno e fazer a diferença quando menos se espera. É o terreno da paixão louca e irracional com o amor comedido e devoto. É onde realmente os heróis existem e fazem o que soa a impossível.

É possível as imagens traírem as palavras e as pessoas mudarem quando todos duvidam. Onde num segundo se pode renascer. Futebol é mais do que uma bola a saltar e do que 22 jogadores a correrem atrás dela. Futebol é do domínio do imprevisto.

sexta-feira, abril 13, 2012

slow loris

E por falar em animais, acrescento que gosto muito destes bichinhos que parece que só existem na Austrália. Também só comem é porcarias...mas ninguém é perfeito...:)

preguiça

Dizem que o fim-de-semana será chuvoso. Alerta amarelo no distrito de Braga. Dizem. Com frio e fim-de-semana à porta acho que o melhor mesmo é dar-me à preguiça. E se fosse um animal, fica aqui escrito, não me importava nada de ser uma preguiça. E fazer justiça ao nome. :)

o possível

«Se me comovesse os teus passos entre os outros, os que se perdem nas ruas, os que abandonam a casa e seguem o seu destino, eu saberia reconhecer o sinal que ninguém encontra, o medo que ninguém comove. Vejo-te regressar do deserto, atravessar os templos, iluminar as varandas, chegar tarde. Por isso não me procures, não me encontres, não me deixes, não me conheças. Dá-me apenas o pão, a palavra, as coisas possíveis. De longe.»

Francisco José Viegas

«É fácil as pessoas pensarem que sou convencido» – Mourinho

«É fácil as pessoas pensarem que sou convencido» – Mourinho

Sexta-feira

No final...de mais uma semana...

A música também não me parece mal...

quarta-feira, abril 11, 2012

Chuva

Pelo recanto do vidro
Espreito lá fora as nuvens.
A chuva.
Cai em pequenas gotas.
Aos poucos
Lava a alma
Dos longos dias de Sol.
O vento acompanha e o frio
Bate no peito.
Só o calor do abraço
Segura o fogo do coração.
A chuva.
Escorrega pelo rosto triste.

deserto

De ideias.

terça-feira, abril 10, 2012

Ævin Endar

O título desta música é islandês. Significa qualquer coisa com o fim da vida ou a vida termina. Algo ao qual jamais podemos pensar em fugir. Resta saber aproveitar. O que por si só é já uma árdua tarefa.

A propósito (ou não) vejam este filme se puderem.

quote

"You know, sometimes all you need is twenty seconds of insane courage. Just literally twenty seconds of just embarrassing bravery. And I promise you, something great will come of it."

sexta-feira, abril 06, 2012

pergunta

Surpreendente é já saber o dia de amanhã sem ter vivido convenientemente o dia de hoje. Amanhã o sol irá nascer, ou então a chuva, na única certeza de que a luz se levantará pelo menos para alguns. Até quando?

quinta-feira, abril 05, 2012

...

«...alvoraçados pela vida, esqueceram em corpo e alma as ilusões do futuro, até que a realidade lhes ensinou que o futuro não era como o sonhavam e descobriram a nostalgia.»

GGM

segunda-feira, abril 02, 2012

luck

"The man who said "I'd rather be lucky than good" saw deeply into life. People are afraid to face how great a part of life is dependent on luck. It's scary to think so much is out of one's control. There are moments in a match when the ball hits the top of the net, and for a split second, it can either go forward or fall back. With a little luck, it goes forward, and you win. Or maybe it doesn't, and you lose."

domingo, abril 01, 2012

palavra que gosto

lapada

Aplicação: "Apeteceu-me logo dar-lhe uma lapada"