quinta-feira, abril 26, 2012

Cavalheirismo

Ontem enquanto assistia ao Real-Bayern ouvi um comentário que me deixou a pensar. Num lance dividido entre Casillas e Gomez, dentro da área madridista, em que o guarda-redes toca nitidamente na bola e o jogador do Bayern provoca o contacto. As reclamações foram poucas, mas o lance foi limpinho. É então que António Tadeia diz mais ou menos o seguinte: “já lá vai o tempo em que os avançados saltavam sobre os guarda-redes para evitar os contactos”. E pensando bem, ainda me lembro dessas situações. Os tempos são outros e a conclusão a que se chega é que cada vez mais o futebol não é para cavalheiros. Falta algum cavalheirismo ou em última instância educação e respeito pelos adversários. E isso é pena…

Sem comentários: