domingo, abril 30, 2006

Sem sentido

Experimentem ouvir Silverchair e ao mesmo tempo beber uma “Pedras Framboesa & Ginseng”. De seguida, experimentem escrever um texto. É difícil fazer três coisas de uma assentada, até porque as mãos ou estão no teclado ou na garrafa. Mas não era aqui que eu queria chegar.

A música é excelente. A água das pedras também. Logo, qualquer texto que escreva será muito pior se comparado com estes dois elementos. O melhor mesmo é parar de escrever e saborear o resto…

sábado, abril 29, 2006

Outros tempos

Ainda me recordo quando chegávamos à Universidade ao som dos U2. "Electrical Storm" era das melhores formas de começar o dia. Mesmo quando as aulas tinham início às 8h00 e nada parecia positivo. No entanto, a nossa entrada só estava prevista para as 8h30. Grandes tempos esses.

Acho que nunca me diverti tanto como nessa fase da Universidade. Onde estávamos havia sempre barulho, confusão, gargalhadas, conversa animada, todos esses condimentos de uma vida realmente saudável. Nunca faltava assunto, nem motivos para chorar a rir.

Como daquela vez em que te deu calor no meio de uma aula e quase deitaste o estore da sala a baixo. Já para não falar no barulho que interrompeu o professor. Quando espirravas daquela forma tão característica que paralisava toda a gente. Ou ainda quando soltavas o célebre "Como é?!?! Vamos jogar logo?" aos ouvidos de quem surgia no caminho. Hilariante!

Outros tempos que não estes. Como diria o nosso Mourinho: "Inesquecível!...mas que ninguém nos diga irrepetível!".

quinta-feira, abril 27, 2006

Perguntas sem resposta

- Por que é que existem rotundas com duas faixas de rodagem? (os portugueses utilizam sempre a mesma: a faixa de fora)

- Por que é que os carros em Portugal têm piscas? (os portugueses raramente utilizam os piscas)

- Porque insistem em dizer que o Claúdio Ramos é gay? (sem comentários)

- Para comentar um jogo de futebol é preciso perceber as regras? (cada vez tenho mais dúvidas)

- É preciso ter a 1.ª classe feita para se escrever as notícias de rodapé nos noticiários da TVI? (feliz de quem tem tempo para pensar nestas coisas)

sexta-feira, abril 21, 2006

"Pensar o futebol como espectáculo"

«Em Portugal fala-se demasiado nas arbitragens. Devemos é falar na qualidade do jogo». Estas são palavras de Co Adriaanse. Não podia ter mais razão...

«Ou seja, se quero vender água, a sua qualidade tem de ser boa, assim como a garrafa e a promoção. No futebol tem de ser assim: fazer uma boa equipa e jogar bom futebol. Só assim podemos encher os estádios».

É deste tipo de discursos que precisamos para melhorar o futebol em Portugal.

terça-feira, abril 18, 2006

Segredos

Tenho um problema com segredos. Sempre que me dizem: "tenho um segredo para te contar!", fico logo em pulgas. Quero saber tudo na hora. O pior que me podem fazer é colocarem condições. "Só te conto se..." isto ou aquilo. Bem, nestes casos eu aplico o meu tratamento de choque que consiste basicamente em chatear a cabeça (e acreditem que consigo ser mesmo muito chato) do detentor do segredo. Há dias em que resulta...

Sou muito curioso. Por vezes, bisbilhoteiro até. Tipo mulher (que me desculpem as damas)! Por isso, sempre que tiverem um segredo, não digam que o têm. Contem logo...

sábado, abril 15, 2006

Tudo normal...

O Porto voltou a vencer e continua tudo normal quanto ao título. Benfica e Sporting jogam hoje e veremos o que cada um é capaz de fazer.

Uma nota de realce para Quim, guarda-redes do Benfica. É uma injustiça o tratamento que está a receber pelo treinador Koeman. Depois de ter jogado lesionado e de ser ter sacrificado pelo clube, merecia melhor sorte. Mas o futebol é fértil em injustiças. Esta não será a primeira nem a última.

sexta-feira, abril 07, 2006

O Clássico

O grande clássico Sporting- FC Porto é já amanhã. Um Sporting moralizado, com toda a comunicação social a torcer pelos «leões», e um FC Porto que pode perder a liderança do campeonato, já perto do fim, quando liderou a prova quase desde o início.

O meu prognóstico é que se o FC Porto ganhar amanhã, o título está entregue. Se os dois clubes empatarem, o Porto fica bem colocado para ser campeão, embora nada fique decidido. E se o Sporting ganhar, o campeonato continua também em aberto.

Pouca gente coloca a possibilidade do Sporting não ganhar. E todos acham que se ganhar já é campeão garantidamente. São opiniões...

Como é óbvio, torço pelos «dragões» e espero que Helton e companhia conduzam o Porto à primeira vitória num clássico esta época, em noventa minutos. Acho que o empate já não era nada mau, tendo em conta o que ainda falta jogar na Liga.

quinta-feira, abril 06, 2006

O tempo

O tempo está de chuva. Eu sei. Mas não é desse tempo que quero falar. É daquele que não tenho tido para escrever no meu Blog. Os meus dois únicos leitores (bem, por esta altura já devem ser pelo menos três) estão certamente a estranhar...

Mas não se preocupem porque isto vai mudar! Tem de mudar! Pensei em escrever algo à volta da palavra "chafurdar" (uma palavra de que eu gosto), mas depois lembrei-me que hoje estive numa manifestação de agricultores. Não caía bem...

O que estou eu a escrever? Bem, melhores dias virão...

domingo, abril 02, 2006

Fim-de-semana

1. José Mourinho deixou de escrever na Record DEZ. Na edição n.º 99 da revista já se notava a ausência da crónica do Special One e na edição n.º 100 o gestor do projecto Record DEZ (António Varela) pôs um ponto final. Curioso que tenha acontecido depois da célebre crónica do ataque a Ronald Koeman. Coincidência ou estratégia? Ainda para mais, esta revista cumpriu este fim-de-semana 100 edições. Ficava melhor a Mourinho cumprir mais duas edições, fazer até uma crónica de despedida (caso a saída tenha sido planeada), e sair em beleza. Até porque a Record DEZ terá agora um interregno até Setembro. “…porque não há publicação que resista à inércia nos conteúdos e à cristalização da imagem gráfica”, explica António Varela. Não tem uma lógica aparente (a saída de Mourinho), mas eu gostava de saber os motivos. O pior de tudo é que em pouco tempo são duas grandes perdas: a DEZ e as crónicas de José Mourinho. Lastimável! A boa notícia é que a DEZ regressa em Setembro com novo visual.

2. “Agora, posso dizer que sou do Bairro do Falcão e do Águias da Areosa. Foram os únicos (clubes) onde joguei por amor. Nos outros, cumpri contrato” (João Pinto, jogador do Boavista). Esta afirmação ajuda a perceber muito do futebol actual. E é também um excelente ponto de partida para definirmos o que queremos do futebol. Tudo isto numa semana em que Figo concedeu uma entrevista ao jornal Marca, dizendo que o Real Madrid optou pelo caminho comercial em detrimento do desportivo, com os resultados à vista de todos. O desporto é um comércio ou um espectáculo?

3. “Raramente vejo futebol; vejo muito mais basquetebol e ouço hip-hop, porque são esses os meus verdadeiros interesses na vida” (N´Doye, jogador da Académica). Não se percebe esta afirmação. Das duas uma: ou está na profissão errada ou tem um sério problema de cabeça. Vá-se lá entender alguns jogadores de futebol.