segunda-feira, setembro 29, 2008

Vamos trocar?

Sábado fomos tomar café. Como ainda está algum calor, resolvemos ir até uma esplanada habitualmente muito concorrida em Famalicão. Ora, depois do café decidimos, sob desafio do Jorge, pedir dois traçados e um pires de tremoços e outro de amendoins.

Até aí tudo bem, não fosse na mesa ao lado estarem duas pessoas a fumar. Como tinham pouco cuidado, o fumo vinha na direcção da nossa mesa e entrava nas nossas narinas enquanto comíamos os tremoços e os amendoins. Nada agradável, mesmo tendo em conta que o espaço não era fechado. Um pouco mais de cuidado evitaria toda a situação.

Como as pessoas da mesa ao lado estavam a partilhar o fumo connosco, não seria justo eu partilhar os amendoins e os tremoços? Pensei em começar a atirar as cascas para a mesa ao lado, mas achei que teria de ser mais educado e sobretudo mais cuidadoso com as pessoas que partilhavam o mesmo local. Mas convenhamos que justo seria fazermos uma troca. Eles davam o fumo e nós as cascas...

domingo, setembro 28, 2008

Do melhor...

Um sketch dos Contemporâneos que não vai passar na TV.

sexta-feira, setembro 26, 2008

Frase

«Há vitórias que exaltam, outras que corrompem; derrotas que matam, outras que despertam»

Saint-Exupéry

quinta-feira, setembro 25, 2008

Dublin II

Dublin marcou-me em definitivo. Transporta uma cultura e uma mentalidade distinta da portuguesa, tem uma leveza difícil de explicar dada a imensa agitação quotidiana. As pessoas são simpáticas e prestáveis, apesar de cada um viver para si e indiferente à pessoa que está sentada ao seu lado no autocarro. Gosto de me sentir acompanhado, no meio da multidão, mas ao mesmo tempo passar sem me fazer notar.


Depois, Dublin tem aquilo que eu adoro numa cidade: um rio. O rio Liffey torna a paisagem mais agradável e até faz esquecer que o sol raramente brilha. Dublin tem história, tem agitação nas ruas, todas as habitações são muito típicas e apesar de ter muito movimento é uma cidade que não é demasiado grande. Os imensos parques de que dispõe dão também a possibilidade de termos o campo e a natureza dentro da própria cidade.

Só não gostei de uma coisa. A vida é muito cara, uma situação que até é compreensível porque se trata do país da União Europeia com o salário mínimo mais elevado. Ainda assim, adorei Dublin e já sinto saudades...


P.S.: Já quase me esquecia. Sara, obrigado por teres servido de guia e pelo chocolate quente...:)

terça-feira, setembro 23, 2008

Uma ideia

«Todos os exibicionismos são ridiculamente pobres, mas o mais ridículo de todos é, seguramente, o do dinheiro. Sempre pensei sobre isso o mesmo que penso sobre a beleza: não basta tê-la, é preciso também saber usá-la.

A isso chama-se classe, no sentido estético da palavra, uma coisa que nem o dinheiro nem a beleza garantem por si sós».

MST in GQ

segunda-feira, setembro 22, 2008

Voltei!

É verdade, regressei de umas mini-férias em Dublin, na Irlanda. Imagino que já tivessem adivinhado depois da fotografia no último post. Curiosamente, a Irlanda é conhecida por ser um país onde chove sempre muito, mas durante o tempo que lá estive quase não choveu.

Agora, de regresso a Portugal, um país conhecido pelo sol, a chuva faz-se notar. Não deixa de ser confuso. O tempo está algo incerto e cada vez mais diferente do que estavamos habituados. Talvez por isso me venha à memória um frase que ouvi durante a viagem a Dublin: "Irish weather, four seasons in one day".

domingo, setembro 21, 2008

Dublin

Setembro de 2008

segunda-feira, setembro 15, 2008

Pensamento

Quando nos dizem: "essas calças fazem-te mais magro!".

Isso conta como elogio ou não?

quinta-feira, setembro 11, 2008

Existência

«Tu justificas a minha existência.
Se não te conhecesse, não viveria;
Se morresse sem te conhecer, não morreria,
Porque não tinha vivido...»

quarta-feira, setembro 10, 2008

Arrisquem

Não vás por onde foste,
Não fujas por onde não existe saída.
Escolhe o incerto, arrisca e procura ser feliz.
Terás contratempos no teu caminho,
Serás traído pelo vizinho
Sem que nele vejas o arrependimento escondido.
Mas corre, luta e sorri
Porque nada consegues sem lutar...

terça-feira, setembro 09, 2008

Musiquinha II

Uma música (mais uma) com muita classe. Algo que vai faltando...



Koop - Island Blues

segunda-feira, setembro 08, 2008

Frase

«As amigas até podem ser a preto e branco desde que estejam presentes quando precisamos delas»

PRS

sábado, setembro 06, 2008

Envelhecer

Acho que o nosso processo de envelhecimento (amadurecimento para os mais sensíveis) se vai notando nas pequenas coisas. Do género, conversas, gostos, experiências, vivências e por aí fora. Para além do fenómeno de vermos a maior parte dos amigos ou casais amigos começarem a casar, há outros como por exemplo a gravidez. Parece que todos os amigos agora decidiram ter filhos.


E são as fotografias das ecografias, os preparativos que se fazem para a chegada do rebento ou os enjoos matinais. Parando para pensar, tudo isto são indícios do nosso envelhecimento. Já nem falo do facto de agora apreciar comer batatas cozidas com bacalhau ou gostar de passar os sábados à noite em casa. É preciso enfrentar os factos: estou a amadurecer! (pois, eu sou um ser sensível).

Crescem as responsabilidades, cresce o tom sério de algumas conversas e sem que me consiga aperceber da forma como o tempo passou a correr. Pior de tudo é que nos vamos tornando mais ligados ao sentimento e há momentos que nos deixam com dificuldades em respirar.

quinta-feira, setembro 04, 2008

Musiquinha

Esta é uma das minhas músicas do momento. Excepcional...



Koop - Come To Me

terça-feira, setembro 02, 2008

Passar ao lado

Muita gente tem tendência para dizer mal, deitar abaixo e criticar. Às vezes só mesmo para deitarem abaixo ou simplesmente para não estarem calados. E isso incomoda por muito que tentemos dizer que não.

Com o passar dos anos, e conforme vamos amadurecendo, ganhamos também algumas defesas e maior capacidade para "encaixarmos" esses golpes. Por vezes já nos passam mesmo ao lado. E costumo dizer que só devemos dar importância àquilo que realmente tem e na medida que merece.

Não podemos ligar a tudo o que lemos ou ouvimos. Ponto.

segunda-feira, setembro 01, 2008

Por que será?

Pus-me a pensar e reparei que alguns dos meus melhores momentos da adolescência têm um ponto comum: uma música dos Bon Jovi. Acho que já aqui escrevi isto, mas que hei-de eu fazer. Acho que muitas das pessoas da minha geração ouviram esta banda e só esse facto me deixa mais descansado.

No entanto, tenho a acrescentar que ainda gosto de ouvir algumas dessas músicas. Talvez por me recordarem bons momentos, sobretudo quando ainda era um jovem pouco consciente de muitas coisas e sem grandes responsabilidades. Esse espírito leve e livre da juventude sabe muito bem. Principalmente quando vemos os anos a passarem.

Bem, fiquem com uma das músicas que mais gosto dos Bon Jovi.



Bon Jovi - Midnight In Chelsea