quinta-feira, junho 30, 2011

Vou

Mesmo sem saber ainda muito bem como vou, sei que vou por ali.

terça-feira, junho 28, 2011

Dearest

My...

segunda-feira, junho 27, 2011

Sempre que quiseres

Se tu fosses uma bela donzela perdida,
Eu seria o teu ponto de encontro
De uma manhã fria e despida,
Sem mais outro desencontro.
Se tu fosses a luz acesa ao fundo do túnel,
Eu seguiria sem hesitar o teu brilho
Tranquilo, olhos fechados, por intuição
Continuando no meu trilho, naquela sensação.
Se o teu olhar revelasse todos os segredos,
Viveria sem rodeios o que sinto
Por obrigação ou mera loucura
Devaneios, simplesmente o que quiseres.
Se os teus lábios fossem a praia deserta no Verão,
Caminharia junto ao mar, calmo
Fixando além o horizonte longínquo
Sozinho, teu, sempre que quiseres.


Repetir pode nunca chegar a ser de mais...

Distâncias

Longe ou perto, vou manter a mesma distância.

sexta-feira, junho 24, 2011

O coração...

...alternando entre o fraco e o forte, ainda vai batendo...

terça-feira, junho 21, 2011

AVB

«Escolheu, e a vida é feita de escolhas. São elas que, mais do que tudo, qualificam as pessoas e revelam os seus valores e as suas regras de vida. Cinco milhões são cinco milhões – mais do que consigo imaginar. Mas eu ainda acredito que os valores de cada um não se medem a milhões, assim como a vida não se joga a feijões. Por isso, porque isto não é feijões, ele parte rico mas imensamente empobrecido. Coberto de milhões, descoberto de razões. Que viva em paz com os seus milhões.»

Miguel Sousa Tavares

sábado, junho 18, 2011

Não devia ser assim

Chateia-me que o tempo passe tão rápido. Vamos deixando etapas e pessoas para trás, guardadas somente no livro das memórias. E chateia-me perder o rasto da maior parte delas. Não devia ser assim. As pessoas que nos fazem bem, que nos ensinam a importância disto ou daquilo, que foram o nosso ponto de encontro deviam estar constantemente presentes. Para pelo menos nos irem oferendo palavras. Para pelo menos sentir o seu calor.

sexta-feira, junho 17, 2011

Please

Sempre uma grande escolha.

quarta-feira, junho 15, 2011

Se cada dia cai

Se cada dia cai, dentro de cada noite,
há um poço
onde a claridade está presa.

há que sentar-se na beira
do poço da sombra
e pescar luz caída
com paciência.

Pablo Neruda

Say

Dizer o que se pensa ou sente não é errado.

terça-feira, junho 14, 2011

Conversa

As situações caricatas acontecem em qualquer esquina. E esta não foi bem numa esquina, mas de caricato teve tudo. E de certeza que tenho um ar bastante amigável porque todos os velhinhos e afins têm tendência para meter conversa comigo. Devo ter algo escrito na testa e ainda nem dei por isso.

Do género, uma senhora dos seus 70 anos ver-me parado na rua, abrandar o passo, olhar-me por instantes e desatar a falar. E falou dos bêbedos que fazem estragos no café do outro lado da rua, das marchas populares que já não são o que eram antigamente, da crise (claro), daquilo que as pessoas não compram, da pouca vergonha que acontece todos os dias no prédio onde mora...

E tudo isto seria aparentemente normal se tivesse entrado na conversa. Ora, basicamente fiquei a olhar para a senhora (um pouco incrédulo) e devo ter soltado uns três ou quatro "pois", seguidos por "claro" ou "compreendo" e mais meia dúzia de "sim". E depois de dez minutos nisto, em que me limitei a ouvir, a senhora atravessou a estrada e foi embora.

A sensação é que para além do ar amigável, devo mesmo ser um bom ouvinte. E naquele dia fiz a minha boa acção do dia. Ajudei uma velhinha. A desabafar...

Frase

«Os ventos que às vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar. Por isso não devemos chorar o que nos foi tirado e antes aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que realmente é nosso, nunca se vai para sempre...»

BM

Mensagem

Em Sintra...

quarta-feira, junho 08, 2011

Rewind

«Escrever é fácil: você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio colocam-se as ideias»

Pablo Neruda

Despir ou vestir?

Pode aparecer estupidez, mas hoje apeteceu-me colocar aqui este vídeo. Dizem que é bom despir alguém, nem que seja só com o olhar, e a pergunta que fica é: será que vestir alguém também é bom?

Experimentem! O youtube é isto...

segunda-feira, junho 06, 2011

Seja

Seja o mais puro dos delírios. Seja a imaginação fértil e os sonhos saltitantes da nossa mente. Seja uma curta visão da felicidade. Seja a tentação que sucumbe ao desejo. Seja uma vontade a caminho de se concretizar. Seja o encontro sem contar. Seja o desespero da esperança perdida. Seja o segredo sussurrado, muito baixinho, ao ouvido. Seja o teres estado ontem, o estares hoje e o permaneceres amanhã. Seja a voz da consciência na tua cabeça. Seja a cumplicidade do momento. Seja o desaire em cima da linha de chegada. Seja o risco que se corre sem ganhar. Seja sede ou vontade de experimentar. Seja o que for. Desde que seja como tem de ser.

Música

Hoje é isto...

quinta-feira, junho 02, 2011

Assim...

Nascemos um dia sem vontade própria e morremos, ricos, em vidas vividas.

quarta-feira, junho 01, 2011

Caminho

O caminho faço-o perdido nos pensamentos. Esses instantes, que parecem escassos, no início, meio e final do dia são importantes para me organizar. Para realizar a lista de acontecimentos diários, pensar como posso solucionar cada situação e finalmente um curto balanço do que aconteceu.

Sem música nos ouvidos, procuro o silêncio perdido no barulho do trânsito e nas conversas soltas de quem se vai cruzando comigo. De cabeça no chão ou de olhos postos um pouco mais à frente. Nada muda na vontade de encarar cada momento e cada dia como uma dádiva. De aproveitar, de fazer o certo e o errado, de viver. E caminhar...