sábado, junho 18, 2011

Não devia ser assim

Chateia-me que o tempo passe tão rápido. Vamos deixando etapas e pessoas para trás, guardadas somente no livro das memórias. E chateia-me perder o rasto da maior parte delas. Não devia ser assim. As pessoas que nos fazem bem, que nos ensinam a importância disto ou daquilo, que foram o nosso ponto de encontro deviam estar constantemente presentes. Para pelo menos nos irem oferendo palavras. Para pelo menos sentir o seu calor.

1 comentário:

Jorge Rita disse...

Olha eu, por exemplo, ao ler isto deu-me saudade da Flávia!