quinta-feira, agosto 24, 2006

Sobe e desce

Quero só deixar uma pequena nota sobre o «caso Mateus». Ao que parece este caso do futebol tem finalmente uma solução. O Gil Vicente vai jogar na Liga de Honra enquanto o Belenenses fica na Primeira Liga. Nada mais injusto.

Primeiro porque desportivamente, ou seja, dentro do campo o Gil Vicente conquistou o direito de jogar a principal divisão do futebol nacional. Inclusive com uma vitória sobre o Belenenses na última jornada do campeonato.

Segundo porque a punição com a descida de divisão se deve à inscrição incorrecta de um jogador e posterior recurso a tribunais civis para decidir um caso do futebol. Ora, não foi por causa da utilização de um único jogador que o Gil Vicente conseguiu a manutenção. O futebol é um jogo colectivo.

Terceiro, não faz sentido aplicar uma pena tão grave por causa de uma questão deste género. Por exemplo, fazia mais sentido aplicarem uma multa, penalizarem o Gil Vicente com pontos negativos, impedir inscrição de jogadores, etc. O castigo aplicado é profundamente desajustado. Por muito que o justifiquem com as leis desportivas.

Como é óbvio, o Belenenses aproveitou a fraqueza do clube de Barcelos para encontrar na secretaria um argumento que faltou no campo desportivo. O Belenenses fez um mau campeonato, ficou abaixo da linha de água e só tinha de descer. A equipa que deveria ocupar o lugar do Gil Vicente seria o terceiro classificado da Liga de Honra em 2005/2006: o Leixões. Por uma questão de mérito e verdade desportiva.

6 comentários:

Pedro Sá disse...

Temos jornalista!
Temos opinião de bancada!
E que o Mar afunde já a "LUZ"

Pedro Sá disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Bruno Marques disse...

Temos poeta! :D

Bruno Marques disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ms disse...

Temos um (bom)argumento consistente. Poucas são as que falam sobre este assunto com esta clareza, ficam-se pelo "não é justo", sem o explicarem.

Prático...à tua semelhança.
besote

Bruno Marques disse...

Obrigado Gi. Por momentos fiquei a acreditar que consegui explicar o meu ponto de vista. :)