quarta-feira, setembro 29, 2010

Por dizer

Se há coisa que me custa é deixar coisas por dizer. Ficarem palavras por utilizar, adjectivos por aplicar e ideias por concluir. Deixar de dizer é das situações mais complicadas com que temos de lidar. Regra geral, o melhor é expressar tudo o que nos vai na alma, sob a forma de palavras. Enquanto não for possível, teremos de gerir da melhor forma o nó que nos aperta a garganta.

2 comentários:

Pedro Reis Sá disse...

é como o nó da gravata!

Bruno Marques disse...

É diferente. Porque o nó da gravata só custa nos primeiros momentos em que colocas a gravata. O nó na garganta não passa enquanto não o desapertares.