quarta-feira, janeiro 12, 2011

Elogios

Palavras levam a mais palavras. Quase sem excepção. Mas há palavras que nos deixam sem outras palavras. Normalmente chamam-se elogios. Não daqueles banais. Sentidos, ditos com a alma. E nesses casos ficamos desarmados, coramos ligeiramente e soltamos um sorriso tímido. Pensamos: "quem, eu? No way". A verdade é que não sei como reagir. Fico sem ficar, ficando. Com um nó que aperta na garganta.

Sem comentários: