terça-feira, março 27, 2012

e

e alegria e sorrisos e saltos de felicidade e mais olhos que barriga e céu e estrelas e a vida na palma da mão e o mundo de pernas para o ar e a alma e o ser e a essência e o ter de ser e o visto e o imprevisto e o bom e o morder o lábio e o piscar de olhos e o incrível e o inacreditável e sol e raio de luz e o braço e o vai e vem e o abraço e o certo e o destino e a volta perfeita e chuva e a noite e o dia e a barriga vazia e correr e poder viver e palpitar e chorar e o rio e a lágrima no rosto e sofrer e o frio e mar e o marulhar e purgar e a seta apontada e o partir sem chegar e o voo rasante e o vento e a mente e sono e o vale e o arco íris e falar sem parar e apagar a luz e o túnel sem fim e tristeza e as nuvens incandescentes e batida perfeita e melodia e correr perigo e a beleza e troca e aposta e luta e aborta e o alternativo esquisito e o favor sem pedir e atravessar e amarar e velejar em alto mar e a velocidade de cruzeiro e envelhecer e proteger e o sentar no colo e o desprezo e não fazer sentido e argumentar e deixar ir na corrente e construir e a hora certa e momentos errados e crescer e desejar e querer e a subida pelas escadas e gritar e descer no elevador e tocar os acordes correctos e bater as asas e nadar e abraçar e bater na água e cantarolar e desafinar e o desalinhado do traçado e o mortal à frente encarpado e o tropeçar e arrastar os pés e marcar e o salto na bancada e a voz rouca e o prazer e beijar e o amor e a ponta solta e o peixe fora de água e o rio e o desaguar na foz e o óbvio e o impossível e a carta no marco do correio e o mal contra o bem e amigos e conversas e sair do armário e boas intenções e tatuagens e a pele e zangas e fazer as pazes e os dedos de uma mão e lá estava ele e em ti.

1 comentário:

Anónimo disse...

:) :) e assim é a vida.