terça-feira, março 21, 2006

Culturinha

“Não é de hoje, e muito menos exclusivo da Sport TV, mas creio ser caso único o facto de, em Portugal, a comunicação social desportiva, ao entrevistar os técnicos estrangeiros, utilizar um tratamento de “senhor” e, ao relacionar-se com técnicos nacionais, utilizar uma linguagem normal. Para mim, esta última é a forma correcta de relacionamento, enquanto a outra é demonstrativa de pequenez.

É que não consigo entender qual a razão por que, por exemplo, depois de Benfica-Naval, se ouviu “senhor Koeman” e, depois, “Rogério Gonçalves?”. Que razão para um tratamento tipo “senhor Adriaanse” ou “monsieur Bölöni…” e, logo a seguir “apenas”… Vítor Pontes, Paulo Bento? Que culturinha, a nossa!”.


José Mourinho na crónica semanal da revista Dez – Sábado, 18 de Março de 2006

2 comentários:

Flávia disse...

Olha que bem dito Mourinho!

A propósito de Mourinho, e mais uma vez provando que este homem é o maior embaixador que Portugal poderia ter, Bru viste a reportagem que mostrou um sósia do Mourtinho num programa desportivo espanhol onde esteve o koeman? (deu na Sporttv) Bem foi lindo ver um cabrão espanhol a tentar fazer sotaque português. Este homem é uma instituição.

Já que estou com a mão na massa, a cena dos minetes e daquela troca de crónicas que mais parecia Guerra dos sexos, não vais postá-la aqui? era digno de partilhar com mais pessoas.

Bjs

Bruno Marques disse...

O Mourinho é realmente uma instituição! Fartei-me de rir com aquele programa de desporto espanhol. Vi na RTP e depois no Mais Futebol o excerto do sósia do Mourinho. EXCELENTE! Ele consegue andar sempre nas bocas de todo o mundo à conta do seu feitio muito peculiar.

Deste-me uma boa ideia. Provavelmente vou postar aqui aquilo dos minetes. Achei muita piada. Principalmente a forma como o MST rebate a crónica da Ana Anes. É digno de ser lido por todos...