segunda-feira, fevereiro 27, 2006

Uma história – parte II

Nestes dias aconteceu algo diferente. Parece que alguém acendeu a luz do quarto escuro em que morava. Não tenho dúvidas: as coisas acontecem como são. De um momento para o outro fez-se “clic” e tudo ficou mais claro na minha vida. Às vezes pergunto-me porque razão é tão complicado conseguir viver a vida de uma forma simples e fácil.

Vou deixar que me levem para onde quiserem. Apetece-me andar ao sabor do vento, na ânsia de chegar a bom porto.

4 comentários:

Flávia disse...

Tantas vezes me questionei isso mesmo e tantas vezes desejei fazer isso. É complicado deixar levar a vida ao sabor do vento... já conclui que primeiro preciso dar o "grito de Ipiranga".

Bruno Marques disse...

Nada é fácil! Mas também nada acontece se não tentarmos! Já escrevi isto há algum tempo. Agora estou a postar, dividindo por partes...

vieria2000 disse...

continua então

Joana disse...

Eu ainda espero por esse "clic"....