quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Palavras...

"Meu amor, estou à tua espera.
Quanto dura um dia quando está escuro?
E uma semana?
O fogo apagou-se. Tenho muito frio.
Devia arrastar-me até lá fora.
Mas haveria o sol.
Receio gastar a luz com as pinturas e para escrever estas palavras.
Morremos.
Morremos, ricos em amantes e tribos, gostos que experimentámos.
Corpos em que penetrámos e em que nadámos como rios.
Medos em que nos escondemos como esta maldita gruta.
Quero tudo isso marcado no meu corpo.
Nós somos os verdadeiros países.
Não as fronteiras marcadas em mapas com os nomes de poderosos homens.
Sei que virás e me levarás para o palácio dos ventos.
É tudo o que sempre quis.
Passear nesse lugar contigo...com amigos.
Uma Terra sem mapas.
A lanterna apagou-se e estou a escrever às escuras".

Um filme (por sinal dos meus preferidos) termina com estas palavras. Adivinhem qual...

4 comentários:

vieria2000 disse...

é um filme que vi dezenas de vezes e que A D O R O. só precisei de ler as primeiras frases.. O PACIENTE INGLÊS.

Bruno Marques disse...

CORRECTO!!! Eu sabia que tu sabias...LOL É realmente um grande filme de um realizados 5 estrelas que também é o meu preferido: Anthony Minghella.

vieria2000 disse...

outro filme q amei dele: COLD MOUNTAIN.

Bruno Marques disse...

Já agora outro: O Talentoso Mr. Ripley...