sexta-feira, fevereiro 03, 2006

A Saudade

A saudade pode deixar-nos com uma lágrima no canto do olho, um sorriso nos lábios ou quase sem jeito. Existem pequenos momentos (aqueles que relembramos com maior saudade) que deviam poder ser vividos vezes e vezes sem conta. Sou um saudosista. Dou por mim agarrado ao passado. E como sinto falta de tantas coisas…

Tempo que acabou

Lá fora chove…
Choro o tempo que acabou!
Solta-se um mar revolto que afoga o meu peito.
Acabou, ficou tudo lá no passado,
Recordações de dias de chuva,
Tempos em que o sol brilhava…
Agora vivo agarrado a tudo o que acabou!
Parou, terminou a beleza dos dias,
E agora, quieto no meu canto,
Viajo nas memórias do tempo que acabou…

2 comentários:

vieria2000 disse...

Como é bom ler isso hoje, Bru. É a cereja em cima do bolo. Adorei o almoço, o momento que passamos os três juntos. Foi tão curto, nem me apetecia vir embora, mas todos os minutos são preciosos quando revemos os amigos do coração. Bjinho especial.

Bruno Marques disse...

Tens toda a razão. Foi muito muito porreiro. Foi agradável, por isso temos de repetir sempre que possível...