segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Hoje é dia de...

Em Portugal, qualquer pessoa pode tentar a sorte e criar um ‘Dia Nacional’. Basta lançar uma petição e angariar pelo menos mil assinaturas para a proposta ser analisada por uma comissão parlamentar.

Se à Assembleia da República chegar um requerimento com mais de quatro mil assinaturas, o assunto sobe automaticamente a plenário, explicou à Lusa Luís Nunes da Ponte, assessor do presidente da Assembleia da República.

Na actual legislatura o Parlamento recebeu três pedidos para a criação de efemérides: o Dia da Natalidade/Dia da Grávida, Dia da Hemocromatose e o Dia da Epilepsia. Até ao momento, só a ‘Grávida’ poderá vir a ser Dia Nacional, já que as outras duas propostas foram recusadas.

Durante o anterior mandato, as petições que chegaram à casa das leis revelaram mais imaginação, sugerindo a celebração da Fruta, do Cão ou da Vida ao Ar Livre. Das sete propostas recebidas apenas uma entrou para o calendário: o de Luta Contra a Paramiloidose.

A lista de "dias" é infindável e entre nacionais, europeus, internacionais, mundiais ou universais há de tudo. A Lusa contabilizou 354 efemérides no ano. Existem dias que parecem pequenos para tantos eventos. A 21 de Março, por exemplo, celebra-se a Poesia, a Eliminação da Discriminação Racial, a Floresta, o Sono, a Marioneta, a Síndrome de Down e a Árvore.

Para os amigos do ambiente, 2 de Fevereiro é Dia do Vigilante da Natureza, mas também das Zonas Húmidas, 14 de Março é Dia Internacional de Luta contra as Barragens e 24 de Abril celebra-se mundialmente o Animal de Laboratório.

Para gostos mais eclécticos, pode-se comemorar o Trânsito e a Cortesia ao Volante (5 de Maio), o OVNI (24 de Junho) ou mesmo o orgasmo (31 de Julho).

In Correio da Manhã

Sem comentários: