sábado, janeiro 06, 2007

Babel

Recentemente vi no cinema o mais recente filme do realizado mexicano Iñárritu. Depois de Amor Cão e 21 Gramas, chegou agora a vez de Babel que correspondeu às minhas expectativas. Um filme com mensagem e que está bem conseguido. Sem deslumbrar conta uma história coerente que nos agarra ao conteúdo na ânsia de sabermos o que se passa a seguir.
Aquilo que me parece bastante interessante é a forma como o realizador liga quatro histórias e quatro cenários distintos, permitindo ainda conhecer diferentes modos de viver. Já para não falar no facto de um acontecimento ter tantas implicações na vida de pessoas que parecem aparentemente fora do contexto do filme. Daí o mérito que deve ser dado a Iñárritu.
Quanto às prestações dos actores mais conceituados, acho que deixam algo a desejar. Gael Garcia Bernal aparece pouco e não tem um papel exigente, Brad Pitt também não arrebata como noutros filmes e Cate Blanchett está ao nível de outros filmes, ou seja, demasiado secundária e sem espaço para brilhar. Gostei dos dois rapazitos marroquinos que afinal de contas são personagens centrais ao desencadearem toda a trama de Babel.
Recomendo o filme a todos os apreciadores de cinema já que serviu para eu colocar Iñárritu na minha lista de realizadores favoritos, juntamente com Anthony Minghella e David Fincher.

Sem comentários: