domingo, maio 08, 2011

Esta tarde

Não é preciso muito para se ter felicidade. Uma tarde chega. Mesmo sem nada demasiado especial. Sem grandes situações combinadas. Deixar rolar, fluir lentamente e ir com a maré. Como digo ultimamente, o que tiver de ser, será. E foi assim. Como a música cantada a altos berros durante a viagem. Tu percebes...

2 comentários:

Jorge Rita disse...

Desculpa interromper mas há um conjunto de expressões que me causam profunda irritação "O que tiver de ser será" é uma delas. Depois é questionarem "e novidades?" depois de meia hora a desfiar coisas novas...
e Pronto, volta lá à ideia inicial

Bruno Marques disse...

Rita, anotei. :) mas é um facto que o que tiver de ser, será! :)