quarta-feira, dezembro 29, 2010

Palavras

A primeira vez que me disseram "gosto de ti" foi como se as palavras fossem uma melodia harmoniosa a entrar delicadamente nos meus ouvidos. E foi a partir desse dia que guardei essas palavras para mim, de forma a utiliza-las sempre que tal se justificasse.

E "gosto de ti" é muito bonito de se dizer e ouvir. O que não quer dizer que se diga em vão ou de forma displicente. Deve dizer-se de forma sentida e com plena convicção. É assim que o faço. A quem merece ouvir. Igualmente bom é ver a reacção de quem ouve. E um sorriso basta.

"Gosto de ti" é algo nem muito leve ou pesado, nem muito profundo ou leviano. Tem a medida e o peso certos. E a simples articulação das palavras tem a força precisa do que se pretende demonstrar. Não tenham medo de o usar. Porque nada deve ficar por dizer.

Gosto de ti.

Sem comentários: