quinta-feira, dezembro 16, 2010

E assim vamos...

Tenho este péssimo hábito de ficar acordado até tarde, mesmo tendo também a consciência dos prejuízos que isso poderá causar na minha manhã. Normalmente acordo sem disposição para abrir a boca nas primeiras horas fora de cama. Até porque antes de ir dormir escrevo qualquer coisita por estes lados. Logo, as palavras fogem de manhã cedo.


Na verdade, vejo muitas coisas a fugir-me das mãos. Mesmo quando parece que tudo está controlado, que nada pode deixar de ser como imaginamos, a realidade apresenta-se com um terrível murro no estômago. Sem estarmos preparados para tal.

Por isso, o que mais interessa é esperar por um dia de cada vez. Com ou sem sono, deitando-me cedo ou não. Escrevendo ou não, partilhando, esperando ou desesperando...

Sem comentários: