quinta-feira, fevereiro 28, 2013

...

Muitas vezes não sei o que hei-de pensar. O que posso esperar, se devo acreditar ou não. Se posso contar que a sorte esteja do meu lado ou se me vai abandonar uma vez mais. Mil e uma sensações atravessam todo o corpo, sem qualquer tipo de controlo. De pouco adianta planear. De pouco servirá navegar nos pensamentos. Resta respirar um segundo atrás do outro.

Sem comentários: