quinta-feira, dezembro 29, 2011

Pôr-do-sol

É assim que quero recordar o pôr-do-sol:

Caminhar pela areia na praia deserta com o mar lá ao fundo. Ouvem-se as ondas que morrem no areal e o sol num amarelo torrado que cai lentamente no azul do céu. Aos poucos põe-se no horizonte, acompanhado por um rasto alaranjado onde o mar parece terminar. Onde tudo pode acabar porque se trata do pôr-do-sol. Aquele pôr-do-sol.

Sem comentários: