terça-feira, julho 12, 2011

Maré

E imagino como será o dia em que o barco aproveita a maré do bom tempo na costa para chegar ao porto. Simplesmente chegar. Porque não há ponto de partida sem chegada, não há volta sem retorno. Por muito que a tempestade se faça no mar ou o vento teime em correr no sentido contrário.

Sem comentários: