quinta-feira, julho 21, 2011

...

Pergunto-me até onde poderá ir o limite dos meus erros. Qual é o limiar entre o continuarem a gostar de mim ou simplesmente me odiarem? E será que esse limiar existe em todas as circunstâncias? Não consigo acreditar no sentimento incondicional que jamais guardará qualquer mágoa. Impossível não deixar marcas. Mesmo que exista o incondicional de tudo.

Sem comentários: