segunda-feira, janeiro 21, 2008

Únicos

Porque gritamos? Porque temos ataques de choro ou de riso? Como é que conseguimos estar contentes e no minuto seguinte demasiado tristes? Porque razão amamos alguém ou não conseguimos viver sem essa pessoa? Porque sofremos e ficamos magoados? Porque precisamos de amigos, de conversar, de nos sentirmos amados? Porque ficamos calados ou distantes? Porquê?

Somos únicos, complexos, finitos, densos, intensos, sensíveis, emotivos, diferentes, mas muito, muito interessantes...

1 comentário:

Anónimo disse...

Concordo plenamente contigo, mas também há pessoas muito pouco interessantes. completamente transparentes (no mau sentido) previsíveis e sem nada a acrescentar. daquelas em que percebemos com antecedência quais as suas segundas intenções mesmo sem abrirem a boca... já conhceci algumas pessoas assim e que desinteressantes!!!
beijinhos
carla soares