quarta-feira, novembro 29, 2006

Pensamentos soltos

Sinto-me mal por não conseguir actualizar este blogue tão frequentemente como pretendo. Por isso deixo aqui algumas notas soltas acerca das minhas experiências quotidianas. E acreditem que têm sido muito ricas.

1- Sobre a questão da Metro do Porto e dos cartões de crédito aos administradores, só há uma coisa a dizer. É por situações como esta que o país não anda para a frente e nunca irá andar. Pior do que isso foi a lata com que Valentim Loureiro enfrentou as câmaras e disse barbaridades sem qualquer espécie de pudor. Muito mau.

2- Parece que vem aí nosso referendo sobre o aborto. Sim ou não é a resposta marcada para o dia 11 de Fevereiro e mais uma vez me parece que ninguém lá aparece para votar. O que quer isto dizer? Talvez falta de interesse dos portugueses. Ou descrença em algumas estruturas. Mas isto sou eu que penso.

3- Hoje fica ainda o registo da minha experiência no programa do Jorge Humberto. Abrir o jornal O Jogo na penúltima página com o microfone aberto. Um sonoro "muito bom" ao "material" apresentado no dito diário desportivo. Que mais podia dizer? Este Humberto é uma caixinha de surpresas e só faço uma recomendação a quem está perto dele: cuidado! Ele é perigoso! Que o diga a Magda...

A terminar fica apenas outra nota muito interessante. Já diz o velho ditado que "há mais marés que marinheiros". Acrescento outra frase: nem sempre que fala mais alto tem a razão do seu lado. O melhor mesmo é saltitar de sorriso em sorriso e curtir a vida...

Sem comentários: