quinta-feira, outubro 26, 2006

Haverá o amor da nossa vida?

“Fellini disse um dia que em qualquer parte do mundo há sempre uma metade de uma laranja que se encaixa de forma simétrica com outra metade. Há pessoas que ficam uma vida inteira à procura desse amor, dessa metade de uma laranja, e outras há, que o encontram logo nos primeiros anos.Será que tem mesmo que haver o amor da nossa vida? Aquela pessoa da qual não existem quaisquer dúvidas, que é a tal, a que procurávamos e que sabemos ser aquela, o amor da nossa vida”.

Normalmente quando regresso a casa do trabalho ouço a Prova Oral na Antena 3. Numa destas semanas que passou um dos temas abordados foi precisamente este: “Haverá o amor da nossa vida?”. É uma boa pergunta que pode ter algumas respostas distintas. Eu quero acreditar que essa outra metade, o tal amor das nossas vidas, existe. E cabe ao destino cruzar os caminhos para que se encontrem. E as pessoas que não o encontram? Simplesmente não o procuraram…ou se fecharam ao amor…

7 comentários:

Pedro Sá disse...

Porque não maracujá?
Tem que haver, porque se não há eu bem fico sozinho... o que se torna chato porque chateio-te ainda mais como nos últimos tempos.
Amigo há de certeza. Quem é o Fellini? É o novo treinador do Famalicão»?

Flávia disse...

Amores há muitos, como os chapeús... Amores de uma vida, não tem que ser apenas "aquele", até porque isso é uma ideia romântica, estilo o mito do Pai Natal. Há quem tenha vivido mais que um; também há quem tenha morrido sem saber o que isso é. Agora dizer que quem não o tem é porque não o procura, ou se fechou a ele... é simplista demais.

Tudo depende da capacidade de amar de cada um. Os mais generosos têm mais amores de uma vida. Por isso acho que o segredo está aí. Mas isso não impede as pessoas de devotarem a sua vida apenas a uma pessoa.

Bruno Marques disse...

É uma visão interessante Fla. Mas acho que não há pessoas com mais ou menos capacidade para amar. Há é pessoas que têm de amar várias vezes até encontrarem a pessoa certa. Quanto à minha visão simplista é discutível.
Pedro, também pode ser um maracujá. Mas uma laranja é melhor porque é grande e cor de laranja! :) É mais bonita. Tu não chateias! Afinal para que servem os amigos? O novo treinador do Famalicão é...o Jaime Pacheco...:)))))))

rutinha disse...

acredito que haja alguém capaz de nos fazer sentir completos....
mas também acredito que procurá-la não seja uma tarefa deveras facil, e encontrá-la muito menos!!!



' amor da nossa vida'

Bruno Marques disse...

Tudo o que nos completa e dá sentido à nossa vida por vezes não é fácil de encontrar...
Mas estar "predisposto para" já é um começo...:)

carla disse...

nesta questão penso que não devemos ser extremistas ao ponto de pensarmos "no amor da nossa vida" porque tenho a certeza que há muita gente que não encontra "o tal" mas acaba por aprender a amar e viver com essa pessoa anos e anos... acredito sim que todos nós, seja em que circunstância for, temos que estar predispostos e abertos a todo tipo de emoções, amizades e claro ao AMOR... seja como for ele acaba por surgir. Costumo dizer que o ser humano foi feito para AMAR no pleno sentido da palavra... apenas há aqueles que ainda não descobriram que é o melhor da vida... o AMOR

Bruno Marques disse...

O Amor é sem dúvida uma grande parte da nossa vida. E é das melhores coisas da vida. E concordo que existem várias formas do Amor se "revelar" na nossa vida. Ou seja, cada um tem o "seu amor" nesta vida...