sexta-feira, novembro 16, 2012

Percebe

Que sou assim mesmo nos dias bons.
Que aguento sem o teu conforto.
Que passo e não olho para trás.
Que não sou aquilo que esperas.

As horas que são menos boas.
As palavras que me dão desconforto.
As horas que correm para a frente.
As voltas interiores em que desesperas.

Sem esperares respostas concretas.
Sem perceberes muitas vezes onde ando.
Sem deixares que esteja ausente.
Sem prometeres que amanhã será um dia melhor.

Sem comentários: