sexta-feira, setembro 14, 2012

O tempo

É daquelas coisas que nunca pára ou dá descanso. É feito de retrospectivas, previsões e futurologia. Quando somos mais jovens fazemos muitos planos para o futuro e prevemos o que vem a seguir. O que queremos e desejamos fazer.

À medida que o tempo e os anos passam, fazem menos planos e temos menos desejos ou vontades por concretizar. Chega-se a uma idade em que não faz sentido fazer grandes projecções mas antes viver o dia a dia com tudo aquilo que nos traz.

E passados mais alguns anos, o melhor mesmo é começarmos a ir na corrente. Deixamos a futurologia e ficamos somente pelas retrospectivas e pelos regressos ao passado.

E assim segue o tempo.

Sem comentários: