segunda-feira, maio 26, 2014

Até que a luz

Saltamos que nem loucos.
Corremos sem ver.
Viajamos no tempo.
Gritamos até à rouquidão.
Seguimos os passos na areia.
Lutamos com todas as forças.
Deixamos o nosso e o dos outros.
Tocamos no íntimo.
Soltamos gargalhadas bem alto.
Abraçamos com força.
Beijamos com convicção.
Apertamos contra o corpo.
Sonhamos de coração e cabeça.
Por último e finalmente
Até que a luz se apague.

1 comentário:

Anónimo disse...

Assim é a vida.
E que bom é poder vivê-la e desfrutar deste emaranhado de sentimentos, vivências, toques, cheiros, olhares, brilhos... até que a luz se apague.

1+1