domingo, junho 01, 2014

Dias sem fim


1 comentário:

Anónimo disse...

Viver no fio da navalha como se cada dia fosse o último. Pode parecer um cliché mas o presente é mais importante que o passado que passou e o futuro que está para vir.
As perguntas serao respondidas no momento certo. E podem chegar a nem serem perguntas, mas afirmaçoes e certezas.

Continue a escrever. Tem um dom.

1+1