sexta-feira, maio 05, 2006

Microfones

Seria muito interessante fazer um estudo sobre o efeito dos microfones nas pessoas. As reacções de um ser humano quando confrontado com um microfone são diversas. Alguns têm a natural tendência para fugir ou recusar uma intervenção para o dito cujo. Outros preferem berrar ou debitar sons imperceptíveis para o pobre do microfone. Diria que estas duas formas de reacção são opostas. No entanto, das duas resulta muito pouco em termos jornalísticos.

Os outros dois tipos de acção perante um microfone são bem mais produtivos. Há os eloquentes, que falam, falam, falam e revelam grande intimidade com o objecto. E também os que têm muito para dizer, mas não conseguem articular as ideias. Resultado: discurso confuso. Ainda assim, preferível aos que não dizem nada.

Mas quando tentámos, de microfone em riste, entrevistar alguém, o mais natural é sermos nós os primeiros a responder a perguntas. “Já está a gravar?” ou “isto é em directo?”. “Que perguntas é que me vai fazer?”…

2 comentários:

Gi disse...

É verdade. Já tinha pensado nisso. Nunca te aconteceu andarem atrás de ti p'ra falar, ou antes, sequer, de fazeres a pergunta começarem a afalar da vida deles a uma velocidade surpreendente?
o que faz um microfone, então se for de uma estação conhecida...

Bjo
gi

Bruno Marques disse...

Curiosamente nunca andaram atrás de mim para falar. É mais ao contrário...:) Mas realmente da cada vez que saio com um microfone na mão sou surpreendido por qualquer coisa...